Cinco ciclistas de MTB do Noroeste Fluminense cumprem desafio de 200 km

0

Integrantes dos grupos Italva Bike e Pedal na Poeira de Itaperuna cumpriram no sábado, 14, o desafio Guerreiros das Montanhas MTB

ITAPERUNA – Cinco atletas de Mountain Bike (MTB), – modalidade em trilhas e estradas de chão batido -, saíram de Itaperuna, no Noroeste Fluminense, e percorreram no último sábado, 14, cinco cidades da Região, cumprindo 200 km do desafio Guerreiros das Montanhas MTB. O grupo que contou com Aroldo Lima, do Italva Bike junto com Stefania Assis, Fatânia dos Santos, Ivan Ney e Marcelo Santos, – o quarteto do Pedal na Poeira de Itaperuna -, passou por Italva, Cardoso Moreira, São Fidélis e Cambuci. Os ciclistas totalizaram 12 horas e 42 minutos de pedal.

Em entrevista ao O DIA, Aroldo Lima, – que completou há menos de uma semana o desafio dos 100 km da Maratona dos Cafés junto com Israel Pimenta Cordeiro, também do Italva Bike -, disse que o quinteto saiu dos bairros Fiteiro e Frigorífico, em Itaperuna, às 3h, passando pelo distrito de Aré. Depois a equipe passou pela zona rural itaperunense em Frecheiras e já no município de Italva pelo distrito de São Pedro Paraíso onde fizeram uma pausa para um breve café da manhã. Continua após foto.
Os ciclistas totalizaram 12 horas e 42 minutos de pedal.

A segunda etapa do trajeto foi em direção a localidade italvense chamada Doutor Matos e depois passaram pela Biboca como explica Aroldo Lima. \\”Chegando a Doutor Matos fomos em direção a Cardoso Moreira e depois voltamos para Italva novamente. Em seguida trilhamos em direção a Barro Branco que pertence ao município de São Fidélis e chegamos ao distrito de São João do Paraíso, em Cambuci, onde fizemos um almoço no restaurante da Marilda Medeiros\\”, comentou. Continua após foto.
Os ciclistas totalizaram 12 horas e 42 minutos de pedal.

Na terceira etapa, após o almoço, o grupo retornou para Itaperuna passando pelas localidades de Frecheiras e Aré: pedreira da Toiama: Cubatão: estrada do Pau Ferro e estrada de Itajara chegando ao Centro de Itaperuna por volta das 18 horas. Os desafios exigem que os atletas sejam adeptos de um aplicativo de treinamento que utiliza dados georreferenciados, que marca os locais e a velocidade que o ciclista percorreu.

Campartilhe.

Comentários desativados.