Empresário de Itaperuna doa 2.400 aventais para unidades hospitalares e filantrópicas do Noroeste Fluminense

0

Desde o início da pandemia, a Firjan ao lado de diversas empresas fluminenses vêm contribuindo para dirimir os feitos provocados pela pandemia do Coronavírus; Programa Resiliência Produtiva da Firjan teve 80% dos pleitos atendidos nas esferas municipal, estadual e federal

Luiz Agripino é dono de uma das maiores fábricas de confecções do Noroeste Fluminense. Na última semana, um de seus funcionários teve uma crise renal e precisou ser levado ao Hospital São Vicente de Paula, em Bom Jesus do Itabapoana. O próprio empresário o levou até lá, ocasião em que conheceu mais de perto os desafios da unidade no combate ao Coronavírus, e não teve dúvidas: doou 1 mil aventais para os funcionários que atuam na linha de frente do combate à pandemia

Mas esta doação não será a única. Nos próximos dias, Luiz Agripino vai separar mais 1.400 unidades – num total de 2.400 – para serem distribuídas para o Hospital Municipal de Itaocara, além de um asilo e um convento, ambos em Bom Jesus do Itabapoana. Para o empresário, conhecido pelas ações filantrópicas também em outras crises – como nas mais recentes enchentes da região –, o momento exige a união de todos.

“Acho que esta é a hora de nos unirmos. Se não for agora, não será nunca mais. Vi de perto a situação do hospital e fiquei comovido com a dedicação com que os funcionários trabalham. É nosso dever ajudar”, disse Agripino.

Desde o início da pandemia, em março do ano passado, a Firjan vem mobilizando empresários fluminenses em diversas iniciativas desse tipo. Só nos primeiros quatro meses, mais de 300 mil itens de saúde foram doados. A rede de laboratórios FabLab da Firjan SENAI se dedicou à fabricação de faceshields, produto que acabou sendo feito também por indústrias de plástico que fizeram reconversão industrial. Já no âmbito da empregabilidade, a Firjan elaborou o Programa Resiliência Produtiva, que teve mais de 80% das sugestões aceitas nas esferas federal, estadual e municipais.

Mais recentemente, a Firjan vem se engajando na campanha SESI Cidadania Contra a Fome, que busca minimizar os efeitos da pandemia sobre pessoas em situação de fome e pobreza extrema por meio de doações de cestas básicas no estado do Rio. Pessoas em situação de extrema pobreza vivem com até R$ 89 por mês, o que no estado são 2,6 milhões de pessoas nessa situação – o equivalente a 15,1% da população fluminense. Com um mês de campanha (de 14/04 a 14/05), foram arrecadados recursos suficientes para atender a 17.962 pessoas. Viva Rio, o Movimento União Rio e Caminhão da Misericórdia são parceiros da Firjan SESI nesta iniciativa de mobilização da sociedade.

“É com orgulho que vemos iniciativas como esta de empresários do Noroeste Fluminense e também da Firjan. Apenas com união vamos conseguir diminuir os efeitos da pandemia não só para a indústria, mas para toda a sociedade fluminense” disse o presidente da Firjan Noroeste Fluminense, José Magno Vargas Hoffmann.

Confira abaixo os endereços das unidades do Norte e Noroeste Fluminense que estão recebendo doações de alimentos não-perecíveis:

  • Firjan SENAI SESI Itaperuna. Rua Dep. José de Cerqueira Garcia, nº 883 – Presidente Costa e Silva
  • Firjan SESI Santo Antônio de Pádua. Avenida João Jasbik, nº 740 – Aeroporto
  • Firjan SESI Campos. Avenida Bartolomeu Lisandro, nº 862 – Parque Jardim Carioca, Guarus
  • Firjan SESI Macaé. Alameda Etelvino Gomes, nº 155 – Riviera Fluminense (Ascom/Firjan)

Campartilhe.

Comentários desativados.