Governo do Estado lança Programa de Destinação de Óleos Vegetais

0

A Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade (Seas) e o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) lançaram nesta terça-feira, dia 29, o Programa Estadual de Destinação de Óleos Vegetais (Prove+ D). Por meio de tecnologia digital e logística moderna, o Prove irá sistematizar a coleta e a destinação adequada de óleo de gorduras residuais gerado por estabelecimentos e consumidores em todo o território fluminense.

Além de realizar a coleta do óleo, o programa irá implementar ações de comunicação e educação ambiental junto a clientes e funcionários da rede geradora de resíduos, assim como disponibilizará tecnologia digital que permitirá o rastreamento de toda a operação. A Seas e o Inea oferecerão treinamento aos funcionários das empresas que aderirem ao Prove+ D para a adequada separação e acondicionamento do óleo, além de certificar toda a cadeia de valor do óleo de gorduras residuais (OGR).

  • Com o levantamento de informações, monitoramento e análises, será possível obter dados sobre recursos naturais poupados e postos de trabalho gerados em todo o Estado do Rio de Janeiro com a iniciativa – explica o secretário de Estado do Ambiente e Sustentabilidade, Thiago Pampolha.

Óleos descartados incorretamente podem contaminar a flora, a fauna, os mananciais e também os solos, prejudicando a biodiversidade e o equilíbrio ambiental, além de contribuir para o efeito estufa. Um litro de óleo de cozinha, por exemplo, pode contaminar até 25 mil litros de água se não receber a devida destinação.

O objetivo do programa é construir um sistema eficiente de coleta do óleo de gorduras residuais e gerar resultados socioambientais. O Prove seguirá as diretrizes da Economia Circular, conceito que está apoiado na redução, reutilização, recuperação e reciclagem de materiais e energia.

Os órgãos estaduais ambientais irão alocar os recursos humanos e materiais necessários à execução do programa, e a Federação das Cooperativas de Catadores de Materiais Recicláveis (Febracom) será o principal operador logístico de coleta de óleo. Fonte: Imprensa.rj.gov.br

Campartilhe.

Comentários desativados.